As Fases do Ciclo de Vida da Solicitação de Mudança

Introdução

No post anterior apresentei uma visão geral sobre a Gestão de Mudança, os seus principais objetivos e vantagens de sua aplicação como um processo de apoio ao Desenvolvimento e Testes de Software.

 Além disso, mencionei que a maioria das organizações segue processos e ciclos de vida de solicitações de mudanças (transições de estados) distintos. O objetivo deste post é apresentar de forma macro as fases deste ciclo, bem como os seus principais objetivos.

Fases do Ciclo de Vida da Solicitação de Mudança

Segundo Bellagio a maioria dos processos de gerenciamento de solicitações de mudanças deveria incluir as seguintes fases:

 – Submeter as Solicitações de Mudança: Qualquer solicitação deve ser registrada de forma clara, objetiva e sem ambiguidades. Os defeitos também seguem a mesma linha, porém é importante incluir as evidências (por exemplo: prints de telas) para facilitar a reprodução de defeitos pelos desenvolvedores.

 – Avaliar as Solicitações de Mudança: Nesta fase, as solicitações são analisadas por um analista responsável e questionadas ao solicitante. Caso aprovadas, as solicitações são priorizados e categorizados como, por exemplo: defeito, melhoria ou mudança de escopo. Além disso, as melhorias e mudanças de sistemas podem envolver atualizações na documentação como, por exemplo, inclusão das características adicionadas ao sistema ou novas funcionalidades.

 – Decidir (Aprovado?): Decidir se a solicitação deve ou não seguir a diante. Dependendo da sua complexidade, esta decisão deve ser feita juntamente com a equipe do projeto.

 – Implementar as Solicitações de Mudança: Nesta fase, as solicitações devem ser implementadas e caso necessário a documentação do sistema deve ser alterada.

 – Verificar a Solicitação de Mudança: Nos casos de solicitação de melhoria ou mudança de escopo, deve-se checar se as mudanças satisfazem com os requisitos da solicitação. Nos casos de defeitos deve-se verificar se foram corrigidos. Isto geralmente significa reproduzir a falha usando a versão oficial do build.

 – Rejeitar a Solicitação de Mudança: Quando é decidido não completar uma solicitação de mudança o mesmo é rejeitado, o motivo deve ser registrado e o solicitante notificado.

 – Notificar o Solicitante: Nesta fase, a solicitação é rejeitada ou concluída e o solicitante é notificado.

Principais Ferramentas de Gestão de Mudanças e Defeitos

Abaixo foram relacionadas às principais ferramentas Open Source de Gestão de Mudanças e Defeitos.

 – Bugzilla: http://www.bugzilla.org/

– Trac: http://trac.edgewall.org/

– Mantis: http://www.mantisbt.org/

Considerações Finais

Neste post, foram apresentadas as principais fases do ciclo de vida de uma solicitação de mudança.

Para se obter sucesso na implantação de ferramentas e/ou processos de Gestão de Mudanças, é importante entender o processo atual e com base nisso definir qual será o processo proposto. Além disso, os colaboradores devem ser treinados para utilizar o processo e/ou ferramenta de forma adequada.

Espero que tenha gostado!

Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *